Decisão de manter Luiz Otávio foi do presidente da Chape

Conmebol diz que jogador teria mais dois jogos de suspensão e clube alega que não foi comunicado.

0
11022

Pouco antes de começar a partida entre Lanús e Chapecoense, penúltima rodada da fase de grupos da Libertadores da América, surgiu a informação de que o jogador Luiz Otávio teria mais dois jogos de suspensão para cumprir. O atleta foi expulso no jogo diante do Nacional do Uruguai e cumpriu suspensão automática na final da Recopa, por decisão da Conmebol.

O presidente da Chape, Plínio David de Nês, disse que a Confederação comunicou verbalmente o fato, dois minutos antes de iniciar a partida. Maninho, como é conhecido, disse que a decisão de manter o jogador em campo foi sua, por estar convicto de que o clube está com a razão. Luiz Otávio, segundo a Conmebol, teria sido punido com três jogos de suspensão e multa no valor de U$ 3 mil.

O presidente Maninho alega que não houve comunicado oficial por escrito nem julgamento. Afirmou seguir o regulamento e assumiu a decisão. É um caso que ir para o tribunal, por solicitação da Confederação ou do Lanús, parte interessada.

Luiz Otávio fez o gol da vitória de 2 a 1 sobre a equipe argentina, aos 43 minutos do segundo tempo. O resultado dentro de campo deixa a Associação Chapecoense de Futebol a uma vitória das oitavas-de-final da Libertadores. O adversário, na terça (23), será o Zulia da Venezuela, na Arena Condá.

Ouça o que disse o presidente da Chape, Maninho de Nês:

 

 

Sem comentários

Deixe uma resposta