Chape vence na Argentina e fica perto da classificação

Vitória na última rodada classifica para as oitavas-de-final.

0
4125

Era um jogo decisivo para as pretensões da Chape dentro da Libertadores da América. A derrota eliminava o time com uma rodada de antecedência e a vitória o deixava vivo na última rodada da fase de grupos.

E o jogo começou quente, com Jandrei salvando pra escanteio logo aos 2 minutos um cabeceio de Herrera. Mas a Chapecoense soube superar a pressão inicial e também levou perigo à área adversária. Mesmo assim o time da casa era mais agudo.

Foto: Prensa Lanús

Agudo, mas não eficiente. Aos 24 minutos foi a Chape que abriu o placar, com Wellington Paulista de cabeça. Reinaldo recuperou a bola, passou para Arthur Caíke, que cruzou para a área e o goleador da temporada deixou sua marca.

O mesmo Wellington Paulista perdeu um gol incrível. Apodi roubou a bola e tocou para o artilheiro, que de primeira e perna esquerda chutou rente a trave esquerda de Andrada. Eram 37 minutos. Logo após, Moises Ribeiro saiu sentindo  um desconforto na coxa direita e deu lugar a Moises Gaúcho.

O goleiro Jandrei, apenas no seu segundo jogo oficial, foi um dos melhores em campo. Ele também ajudou a manter o placar de um a zero na primeira etapa. No intervalo não houve alterações por parte dos treinadores.

E na segunda etapa o time de Vagner Mancini começou bastante recuado. No entanto, marcava bem, tanto que o Lanús não transformava a posse de bola em grandes oportunidades.

Porém, na metade da etapa complementar Jandrei já era o melhor em campo. E Wellington Paulista, em um cruzamento, colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou o pênalti. Sand bateu e converteu, empatando o jogo, aos 35 minutos.

Na reta final do jogo, aos 43 minutos, Reinaldo cobrou lateral dentro da área e Luiz Otávio marcou o segundo da Chape. Foi o gol da vitória, primeira da Chape dentro da Argentina.

Jogo decisivo e a vitória por 2 a 1 deixa a Chapecoense muita viva na última rodada da fase de grupos, na próxima terça-feira, contra o Zulia na Arena Condá. Se vencer, não depende de resultado paralelo.

Lanús: 28)Andrada 4)Gómez 2)Herrera (Guerreño) 6)Braghieri 21)Pasquini 10)Martínez 30)Marcone 19)Aguirre (German Denis) 16)Alejandro Silva (Toledo) 9)Sand 7)Acosta Técnico – Jorge Almirón

Chapecoense: 24)Jandrei 22)Apodi 3)Grolli 21)Luiz Otávio 6)Reinaldo 5)Moisés Ribeiro 18)Luiz Antônio 2)João Pedro (Osman) 7)Rossi 9)Wellington Paulista 17)Arthur Caike. Técnico – Vagner Mancini

Arbitragem: Wilson Lamouroux, auxiliado por Dionisio Ruiz e Wilmar Navarro – trio da Colômbia

Estádio: La Fortaleza, em Lanús, Argentina

Horário: 21h45m

Cartões amarelos: Moises Ribeiro, Reinaldo (Chap); Pasquini, Marcone (Lan)

 

Sem comentários

Deixe uma resposta